O dia se espatifa: Ah, o calorão

terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Ah, o calorão

Em alguns momentos senegalescos do feriado de ano novo em Porto Alegre, cheguei a pensar se não teria sido melhor encarar a freeway e pegar uma prainha. Lendo esta matéria, resolvi agradecer por ter passado o calor de mais de 35°C no conforto da minha casa.

8 comentários:

  1. ah, Cássia, tava ÓTIMO na praia! Eu pessoalmente fiquei longe dos lugares mais lotados e a tática deu certo: o melhor reveillón dos últimos 5 anos.
    bjos e feliz ano novo
    Ana G
    ps. ontem na beira da praia chegou a estar FRIO por causa do vento..e que bom dormir à noite sem precisar sequer de ventilador...

    ResponderExcluir
  2. estou com medo da minha conta de luz. há 30 dias não cogito dormir sem ar condicionado... mas não posso reclamar. eu ODEIO inverno.

    feliz ano novo, cássia!

    ResponderExcluir
  3. Também achei ótimo o reveillón na praia. Tô sentindo falta daquela brisa e até do frio que senti na virada.

    O segredo era andar a pé e não de carro e evitar os "centrinhos". Ah e voltar cedo para não pegar congestionamento na freway. O restante do descanso foi em casa, quase derretendo!

    ResponderExcluir
  4. muvuca, nem no frio, nem no calor... nao dah!
    um super 2007 pra voce, Cassia! tudo de baoooo e um grande beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cassinha! Feliz Natal e que 2007 seja recheado de coisas boas.
    Sobre a praia - menina, nunca vi tanta gente e tanta tigrada junta. Levantei dia 1 pra dar uma caminhada com o Gui e voltamos voando pra casa. Impossível, um horror!
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Cássia, depois eu volto com mais tempo pra ver se tem muita m., mas adorei. ;-)
    E o calorão tem paliativos, a muvuca não! Fuja sempre, minha filha!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Cássia: -A filmagem, de celular, do enforcamento do Saddan foi exemplo de espírito de jornalismo puro?

    Até agora ainda não li nada sobre esta pespectiva.

    Ps.: Também vou perguntar pro Rodrigo e Fernanda.

    ResponderExcluir
  8. Quando resolvi fugir desse calor, já era manhã de terça-feira, Free Way tranqüilíssima no sentido PoA-Praias, e a volta no início da noite de sexta-feirs não foi diferente... coisas que só uma agenda profissional "de médico e de músico" possibilitam.

    ResponderExcluir