O dia se espatifa: Momento perguntinha

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Momento perguntinha

Várias vezes já falei aqui da minha vontade de fazer um mestrado. Hoje, durante o banho, percebi que o cerne do dilema é: será que eu quero passar dois anos aprendendo só sobre uma coisa?

Mestres e doutores que me lêem (os há?), por favor, respondam: dá para recuperar o tempo "perdido" depois?

É má vontade minha?

10 comentários:

  1. Hoje eu me dei conta que ingressar num mestrado pode não ser tão difícil como eu imaginava!
    Só não sei quando eu vou deixar a preguiça de lado para fazer um projeto.

    Não sou mestra, muito menos doutora, mas acho que o que se vai aprender ou discutir na pós-graduação nos leva a querer aprender sobre muito outras coisas e na nossa área não parece que isso será uma só. Acho que o tempo fica mais curto com o tanto que a gente vê que tem para descobrir ainda.

    ResponderExcluir
  2. Cássia, tenho mais ou menos o mesmo dilema. Tempo versus trabalho/mercado. Só não concordo quando tu diz que aprende-se só sobre um assunto. As vezes o assunto é só o ponto de partida pra um aprendizado bem maior. E aprender sempre é bom.
    também tô pensando... e isso já faz alguns anos. Conclusão? Nenhuma ainda...

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo Celente Machado22/08/2007 14:29

    Bueno, eu ainda não sou Mestre, afinal vou defender em março de 2008.

    Na real, No mestrado, vc estuda outras coisas, vc tem é que ESCREVER sobre uma coisa só, de preferência. Mas podes comparar alguma coisa. Aí, já são dois assuntos para escreveres. Vc afina o pensamento sob o teu objeto de estudo. Vai, cada vez mais, ficando crítico.

    Toca ficha!


    OUTRA COISA:
    Estou torcendo para que o teu cãozinho melhore. Como bom "cachorreiro" sei que nos apegamos a eles de uma forma sem explicação.

    Abs,

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cassia! Talvez não te ajude muito, mas tenho dilemas parecidos com o seu. Como vivo enfurnado em uma redação, sei que um mestrado (como se vente por aí, uma forma essencialmente acadêmica de produzir um trabalho baseado em outras pesquisas) não vai acrescentar muita coisa ao meu dia-a-dia, apesar de valer um rótulo caso eu decida virar professor. A grande questão é justamente conciliar a rotina com estudos. Se você souber a resposta, me conte. :)

    ResponderExcluir
  5. Queridos, obrigada pelas colaborações. Não ajudaram a tirar as dúvidas, mas ajudaram a pensar melhor ;-)

    ResponderExcluir
  6. Cássia, são boas perguntas. mas não é tempo perdido, se é que qualquer coisa pode ser definida como um tempo perdido. e pesquisar ou estudar nunca é, na verdade, aprender só sobre uma coisa.

    abraços.

    ResponderExcluir
  7. Pensa assim: a alternativa é não aprender muito sobre várias coisas. Ei, mas não é isso que eu fiz a minha vida inteira?

    Fui claro?

    ResponderExcluir
  8. Oi Cássia. E tb ñ sou mestre nem mestrando, mas pretendo, em breve, sê-lo (nada a ver com o Macalão). Então, acho que o mestrado é uma ótima chance para usar uma tabela de excel enorme. Ao menos no meu caso, que já fiz isso no TCC, não uma tabela tão grande assim... mas enfim. Saber nunca é demais, e se fosses dar aula, eu, como aluno, te respeitaria. Rato de academia em jornalismo não passa de um professor camundongo, rato de redação não (alguém entendeu? Nem eu). Abraço! E um carinho no cão.

    ResponderExcluir
  9. Denise Silveira23/08/2007 18:14

    Cassia, faz a pós do Villas em literatura. Acho que no ano que vem ele vai praí de novo... bjs Denise Silveira

    ResponderExcluir
  10. Eu realmente sou muito superficial. Depois de ler todo o post e comentários dos teus leitores, sigo com um único pensamento na cabeça: que banho mais introspectivo, hein?

    Saudades, guria.
    Beijo,
    Julio

    ResponderExcluir