O dia se espatifa: Da correria e da busca por um pouco de calma

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Da correria e da busca por um pouco de calma

Não é reclamação, juro. Apesar de cheia de trabalho, não tenho do que reclamar, pelo contrário. Mas esta semana me dei conta de três sintomas de que talvez esteja na hora de dar uma diminuída no ritmo.


1 - Por estar sempre com a agenda do dia na cabeça e a próxima coisa por fazer em mente, acabo não me olhando no espelho com a freqüência usual. Logo, literalmente, não me enxergo. Não me enxergando, chego em casa à noite totalmente descabelada. Um horror. Decisão número um: prestar atenção ao espelho. E dar um jeito nos cabelos pelo menos umas duas vezes durante o expediente.


2 - Quando o único horário que a pessoa tem para fazer coisas pessoais é o horário do almoço, ela não almoça. Não almocei direito esta semana. Não passei fome, mas comi tudo mais errado do que o normal. Decisão número dois: almoçar. Simples assim.


3 - Com o horário de verão, o céu de Porto Alegre só escurece depois das 21h. Nas últimas três semanas sempre cheguei do trabalho com noite fechada. Nada bom. Desse jeito, quem vai querer saber de espelho e almoço? Decisão número três: chegar em casa pelo menos ao pôr-do-sol, pelo menos três vezes na semana.


Agora vem Carnaval, e a folia dos outros vai ser o meu momento de buscar o foco. Ou pelo menos uma escova de cabelos.

Postado por Cássia Zanon

2 comentários:

  1. querida, acabei de voltar de férias, 30 dias que me dei o direito de não fazer NADA. Fiquei em casa literalmente de cú pro ar. E o melhor de tudo isso é que em nenhum segundo me senti culpada. Uma delícia. Agora, de volta ao trabalho, me enxergo assim como tu relata neste post. Resta a noite e a madrugada para as minhas coisas pessoais. Atividade física, leitura, e outros "luxos" vão longe das minhas possibilidades. Chego em casa descabelada, acabada. Tá na hora de mudar isso mesmo. Vam`bora?

    ResponderExcluir
  2. Fabiana Velloso01/02/2008 09:09

    Pois é Cássia...Contratos, principalmente de prestação de serviços, o que é o nosso caso, têm cláusulas de ônus e bônus. Geralmente elas estão implícitas, mas existem. Uma delas diz que quando você passa a não comer direito, chegar tarde quase todos os dias e a sua vida pessoal vira item de segunda, é sinal de que você está fazendo sucesso profissionalmente. Hum...Coordenadora, não é? Ônus e bônus....leia sempre as letras miúdas. Bjks!

    ResponderExcluir