O dia se espatifa: Da graça sem graça - ou para que gritar?

domingo, 29 de junho de 2008

Da graça sem graça - ou para que gritar?

Primeiro como filha e agora como mulher de colorado fã de futebol, sempre tive como um dos pontos baixos das noites de domingo em casa os chatíssimos "gols da rodada" do Fantástico. Porque o controle remoto meio que congelava na Globo (apesar dos trocentos canais disponíveis) até a hora de passarem os tais gols, sempre com a narração aos berros. Aliás, por que repórter e apresentador esportivo grita tanto?

Mas é claro que os berros não eram o fundo do poço. Sempre pode ser pior. Pois eis que de uns tempos para cá, a produção do insuportável Fantástico - que muda de cara e de estilo e de cenário e de apresentadores e de abertura mas nunca deixa de ser o porta-voz do apocalipse do fim de domingo - decidiu "inovar" e ser "criativa" e fazer "graça" com os gols da rodada.

Pra quê, meu Deus? O texto e a edição atuais diluem a informação (os gols de todos os jogos do dia, todos eles) no meio de um monte de piadinhas e observações infames, e a coisa ainda por cima segue sendo gritada. (Alguém podia, por favor, explicar para eles para que serve o microfone?) Um porre.

Sou só eu ou mais gente aí quer pedir: "Volta, Léo Batista", pensando que dos males o menor?

*

Fora de esquadro dentro do Fantástico (de vez em quando assisto a alguns trechos além dos gols para ver se posso mudar de idéia, mas nunca funciona) está o excelente quadro da Ingrid Guimarães. Ela está hilária. E hoje mostrou como se faz uma bela produção ao botar a GIsele Bündchen fazendo graça com a própria imagem.


Postado por Cássia Zanon

7 comentários:

  1. Cássia, querida,
    Vem pro Domingo Espetacular você também!
    Hoje foi ao ar uma matéria linda que eu sugeri - e editei, amarrando um 60 Minutes sobre o programa social que ensina música clássica na Venezuela com a nossa querida Heliópolis. Não perde: www.mundorecord.com.br
    Bjs
    Denise

    ResponderExcluir
  2. Cassia, tem tempo que não venho aqui, mas quem é vivo... gostei da nova casa e os textos ótimos como sempre. E sinceramente? Rede Globo é um desastre total...rs. Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Tava ótima mesmo a Ingrid. Mas falando em futebol, sou dona do meu próprio controle e ele só obedece a mim (já tentaram sem sucesso trocar de canal), acho demais o bola murcha e o bola cheia!!!

    ResponderExcluir
  4. Querida chérie, pela primeira vez desde um "tem de" qualquer vou discordar de ti. Acho esse menino Schmidt (esqueci o nome dele, só sei que é irmão do Oscar do basquete) ótimo, inteligente e engraçado. Já era fã dele no Bom Dia Brasil e achei que foi uma ótima aquisição do Fantástico... mas sei que o Leo Baptista deixou saudades a um monte de gente.O problema maior, Riq, é que os gols da rodada ficaram muito mais demorados também. Antes era pá-pum.

    ResponderExcluir
  5. Discordo, acho o Tadeu Schmidt um repórter maravilhoso! Tanto que está no Fantástico hoje em dia. Meus amigos homens adoram o jeito dele comentar os gols, meu namorado é fã do cara. Acho o pá-pum sem graça, já basta ser domingo à noite e bater aquela deprê de quase segunda haha

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cássia,
    acho a abordagem do Tadeu Schmidt (que não é só dele, é trabalho de uma ótima equipe) mais criativa e mais completa. Afinal, como sabem os apaixonados pelo futebol, não importa apenas a bola na rede, mas o impedimento polêmico, a cotovelada do zagueiro, a expulsão do fulano, algum incidente entre as torcidas, o novo coro da arquibancada, a dancinha ridícula da comemoração, a declaração folclórica no vestiário...

    ResponderExcluir
  7. Paula Sperb08/07/2008 16:18

    Sodro disso também. Não posso concordar mais.

    ResponderExcluir