O dia se espatifa: Por onde andar minha ex-turma?

sexta-feira, 6 de março de 2009

Por onde andar minha ex-turma?

Procurando por uma foto velha do Floc para mostrar à Roberta e ao Osiris, que jantaram conosco esta noite, acabei revendo fotos antigas de cuja existência eu nem lembrava mais. A sessão nostalgia acabou com uma saudade enorme de mim mesma e a consciência meio esquisita de já ter vivido o bastante para lembrar claramente de coisas que aconteceram há duas décadas.

Entre as fotos encontradas estavam as da minha turma de 8ª série. Da viagem de formatura que fizemos a Serra Negra, em São Paulo. Ao lado de cada uma, anotei então os nomes de todos os colegas. Nenhum sobrenome. Leticia, Márcia, Camila, Geórgia, Maria Gabriela, Cícero, Andre P, Christian, Toninho, Zé Paulo, Zé Antônio, César, Eduardo, Fábio, Mônica, Juliana, Jonas, Luis, Rodrigo A, Heloisa, Fabiano, Patricia, Marco, Rodrigo B... Também os professores - Helena, Angela, José Geraldo, Tata...

Por Deus, quais são mesmo os sobrenomes deles todos? Como encontrá-los no Google sem os sobrenomes? Com alguns, ainda tenho contato eventual via internet ou mesmo pessoalmente - o Cícero, o Christian e o Andre, por exemplo. Mas e os outros?

Naquela turma, estava o meu primeiro namoradinho, um outro menino por quem eu fui apaixonada platonicamente, duas melhores amigas - uma delas, a Lê, minha grande amiga até hoje e personagem constante de posts deste blog. Na época, eu me achava gorducha e desengonçada, mas se cruzasse comigo hoje ia me achar uma adolescente das mais bonitinhas. E bem vestida, até - considerando que estávamos em 1988.

Meu pai e minha mãe tinham 41 anos. Seis a mais do que tenho hoje. E estavam superlindos, arrumados para a "solenidade" realizada no pátio do colégio. O mesmo pátio em que - como relembraram fotos de outro álbum - interpretamos Pluft, o Fantasminha, e eu era um pirata que mais parecia uma banana de pijama - que sequer existia na época.

As fotos completaram 20 anos no último dezembro. E me deu uma vontade doida de rever todo aquele povo. Será que tem alguém aí? Alguém, além da Leticia, claro, que tenha terminado a oitava série no Colégio Integrado Veritas de Sorocaba em 1988 - quando ainda era uma escola laica - por acaso está passando por aqui? Que tal uma festinha de 21 anos de formatura em 2009?

:-)


Postado por Cássia Zanon

3 comentários:

  1. Nossa! Como não comentar este, que me envolve diretamente? Confesso que tive que me esforçar para associar alguns desses nomes a feições, e não consegui de todos. Mais que tudo, que vontade de ver essas fotos tb! Se você conseguir iniciar o movimento da festinha, tô dentro!

    ResponderExcluir
  2. Cássia, esse teu post me fez lembrar uma frase que li certa vez e que dizia mais ou menos o seguinte: "preserve suas amizades de infância, porque quanto mais velho você fica, mais importante se tornam as pessoas que lembram como você era quando jovem".

    ResponderExcluir
  3. Luciana Gerbovic14/03/2009 06:09

    Que bom esse post!!! Eu não era da turma (sou um ano mais nova), mas lembro de quases todas essas pessoas...mas os sobrenomes??? Nem com minha memória de elefante consigo lembrar. Bom, só posso te dizer que ainda tenho contato com o Zé Antonio (Rebello) e com a Elena, professora, por ser vizinha dos meus pais, apesar dela estar temporariamente morando na Itália.

    ResponderExcluir