O dia se espatifa: Ufa

quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Ufa

Dia de fúria em potencial: acordei às 6h > peguei um taxista que falava alto e ininterruptamente e fez um caminho que deu dois pilas a mais do que o normal > cheguei ao trabalho às 7h > lembrei que tenho mais tarefas do que tempo > descubro que, além do secador de cabelos, a secadora de roupas e o ferro de passar também estragaram > o estacionamento do acupunturista cobrou uma hora a mais porque eu passei um minuto do tempo > fui ao shopping atrás de uma bota em promoção, mas só tinha coisa feia > peguei a menor fila do supermercado, onde comprei ração pros bichos, e foi a mais demorada, com um cara esquisito puxando papo > não consegui tocar na tradução > na hora de sair da minha mãe para pegar o Márcio, não encontro a minha chave > no caminho, com TODAS as sinaleiras fechadas, ligo para todos os lugares por onde passei e, não, a chave não está em lugar nenhum > quando chego na Zero Hora, o Márcio está emburrado com a minha demora > em casa, a extensão que uso para ligar o aquecedor está estragada > uma das lenhas que o Márcio bota na salamandra de ferro tranca o buraco da chaminé e o fogo entra todo para dentro de casa, olhando de fora, parecia um incêndio.

Até que não foi tão mau assim: o segundo chaveiro 24 horas para o qual liguei fez a troca do segredo da porta (que eu sou neurótica mesmo) pela metade do preço do primeiro que me atendeu. Se quiserem, eu dou o nome > a cópia da chave codificada do carro que eu tinha perdido não custava duzentos e poucos pilas como inicialmente previsto, mas cento e dez > hoje, a mãe achou as chaves num canto da casa dela.

Torcida para os próximos capítulos: que a secadora, o secador e o ferro tenham conserto > que eu ache uma extensão boa a um preço decente > que esse diazinho mala não custe muito mais do que os 40 das chaves novas e os 20 do taxista tagarela > que a equação pouco tempo para muitas tarefas algum dia tenha alguma compensação.

4 comentários:

  1. Oi Cássia. Insira esse texto no seu futuro livro de crônicas. Muito bom e engraçado!
    Legal também foi ler a palavra "sinaleira" - confesso que a ficha não caiu na hora. Por aqui, a gente chama de semáforo - como você bem sabe.
    Abraço e beijo,
    Giuliano.

    ResponderExcluir
  2. Ai, mas que merda! Percebeu que quando começa mal o dia ele segue em frente torto do mesmo jeito. Inferno. Beijosssssssss

    ResponderExcluir
  3. Saravá Cassia! ainda bem que eu só passei aqui hoje, quinta-feira, e esse dizinho já passou. :)
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Esse é o tipo de dia que só mesmo Scarlet salva... "Tomorrow is another day". Credo.
    Adorei seu blog. Passa no meu quando puder: http://www.thiagofonseca.net/blog

    ResponderExcluir