O dia se espatifa: Barulho para quê?

segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Barulho para quê?

Fim de ano na praia. Sol, mar quente, previsão de tempo bom para o primeiro dia de 2008. Mas isso não basta para alguns veranistas, que insistem em soltar rojões e foguetes com uma periodicidade sem sentido desde que chegamos aqui, na sexta à noite.

Sempre tive medo de fogos. E nunca vi muito sentido em correr riscos de se queimar por conta de uma comemoração tão efêmera como chata. Muito chata. À exceção daqueles coloridos, os fogos que fazem barulhos são de uma imbecilidade sem fim.



Pois meu sogro fez ontem um questionamento que faz todo sentido do mundo: se é para fazer barulho, por que não alugar um imenso aparelho de som e reproduzir sons de foguetes estourando? Estou para dizer que a solução é inclusive mais barata.

*

Implicância à parte, fica aqui o meu desejo de uma ótima virada de ano.

Postado por Cássia Zanon

Um comentário:

  1. Gerson de Oliveira02/01/2008 14:41

    Oi Cássia. Só a brincadeirinha do sr Prefeito de Capão custou 25 mil reais para os cofres públicos. Qta gente necessitada poderia ter se beneficiado deste recurso?
    Claro que uma coisa não justifica a outra, mas além de ser perigosíssimo, os fogos são muito caros. Abração.

    ResponderExcluir